Premiações

 

Alunos conquistam mais de 200 medalhas de premiações nacionais e estaduais

De 2012 a 2016, os nossos estudantes brilharam em olimpíadas de Robótica, Física, Química e Matemática: foram mais de 200 medalhas, entre ouro, prata e bronze, além de melhores colocações em feiras de Ciências e Concursos.

 

29

OURO

71

PRATA

106

BRONZE

206

TOTAL

Acompanhe as nossas conquistas (2012 a 2016):

2012

Olimpíada Brasileira de Informática: Uma medalha de ouro, cinco de prata e uma de bronze, além de três menções honrosas.

Olimpíada Amazonense de Química: Uma medalha de ouro, duas de prata e uma de bronze, além de cinco menções honrosas.

Olimpíada Brasileira de Robótica: 15º lugar na etapa nacional.

Olimpíada de Algoritmo Hostnet: 3º lugar.

Feira Brasileira de Ciência e Engenharia – FEBRACE:

System ATMB: 1º lugar na categoria Ciências Sociais Aplicadas; menção honrosa da Unesco; Prêmio de Inovação e Acessibilidade concedido pelo Governo do Estado de São Paulo e Prêmio IBM.

ARVO II: 2º lugar na categoria Engenharia e The 2012 Regional Ricoh Sustainable Developmente Award.

Feira de Ciências e Tecnologia – FECITEC:

MOBAE: 1º lugar na categoria Ciências Sociais Aplicadas; Prêmio Fecitec Social; Destaque Metodológico na categoria Relevância da Pesquisa e credenciado para a feira Gênius Olympiad, em Washington, nos Estados Unidos.

STORMII: Credenciado para o XV Encuentro Nacional y IX Internacional de Semilleros de Insvestigación 2012, em Bucaramanga, na Colômbia.

Mostra de Projetos Técnicos – MOSTRATEC:

System ATMB: Credenciamento para a Milset Expo-Sciences International 2013, nos Emirados Árabes.

Jogos Escolares do Amazonas – JEAS:

Xadrez: Uma medalha de ouro e uma de prata

Natação: Três medalhas de prata

Jiu-Jitsu: Uma medalha de prata

2013

Olimpíada Brasileira de Robótica – OBR:

12º lugar na etapa nacional

Teórica: Cinco medalhas de ouro, dez de prata e 13 de bronze

Prática: Três medalhas de ouro, três de prata e três de bronze

Olimpíada Brasileira de Química: Duas medalhas de ouro, uma de prata, duas de bronze e duas menções honrosas

Olimpíada Amazonense de Química: Quatro menções honrosas

Olimpíada Brasileira de Física – OBF: Uma medalha de ouro, uma de prata e uma de bronze

Olimpíada Amazonense de Física – UFAM: 1º lugar

Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica – OBA: Seis medalhas de ouro, seis de prata e três de bronze

Jornada Espacial:

Uma aluna participou do evento como premiação pelo 1º lugar na OBA, mas não houve disputa de projeto. A aluna da Fundação Matias Machline Carlla Vicna fez o discurso de encerramento do evento.

Space Camp:

Participação no evento como prêmio pela 1ª colocação na OBA, mas não houve disputa de projeto.

Concurso de redação SINEPE: 1º lugar

Feira de Ciências da Amazônia – UFAM: 1º lugar

Feira Brasileira de Ciência e Engenharia – FEBRACE:

MEVED: 3º Lugar em Ciências Sociais Aplicadas; menção honrosa da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Publicação de artigo na Revista INCIÊNCIA;

CHONPS: 4º Lugar em Ciências Exatas e da Terra; Prêmio Intel Excellence in Computer Science;

ONI-BUS: 3º Lugar Votação Popular; Prêmio EDUSP – Editora da Universidade de São Paulo;

IMS: Certificado da Associação Brasileira de Incentivo à Ciência – ABRIC; cada integrante recebeu da Fundação Estudar uma bolsa de estudos de língua inglesa, um notebook, um programa de orientação de carreiras e um certificado.

Projeto MEVED recebe reconhecimento do Senado Federal:

Os alunos egressos Rodrigo Galvão, Stephanie Lopes e Thábita Luniere receberam do Senado Federal, por meio de requerimento da senadora Vanessa Grazziotin, um Voto de Congratulações e Aplausos para o projeto MEVED – Monitoramento Eletrônico de Vagas para Deficientes Físicos, desenvolvido pelo trio. Para ver o documento na íntegra, clique aqui http://migre.me/etFIG

Em maio, Dilermando Ferreira, egresso de Mecatrônica de 2009, venceu um desafio científico promovido pela Nasa, na Itália.

O protótipo ARVO (Automatic Recycling of Vegetable Oil), máquina que transforma o óleo de cozinha usado em sabão para lavar louça ou roupa, foi avaliado por alunos do 8º período de Administração e seu plano de comunicação conquistou o 2º lugar geral da Jamad 2013. O protótipo MOBAE (Módulo Braille de Auxílio ao Ensino), software que proporciona a crianças com deficiência visual acesso facilitado à educação, recebeu um plano de negócios elaborado por alunos do 1º período de Administração e ficou com a 3ª colocação geral. Os dois protótipos já foram premiados em feiras científicas nacionais e internacionais, como a Genius Olympiad, em Washington, e a Intel International Science and Engineering Fair, em Los Angeles.

2014

Concurso Internacional de Redação de Cartas dos Correios: 1º lugar regional

Genius Olympiad International High School Fair, em Nova York, nos Estados Unidos:

Harpia: Medalha de Ouro

2015

Aprovação do aluno egresso Thiago Filipe de Medeiros, da turma 2011 do curso de Mecatrônica, no vestibular do ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Concorremos com 1.800 projetos e tiramos o 2º lugar na categoria Ciências Sociais Aplicadas na maior feira de ciências e engenharia do Brasil, a 13ª Febrace, realizada na Universidade de São Paulo (USP).

Projeto SIMAVDV – Sistema microcontrolado para aprendizagem de violão para deficientes visuais:

Medalha de prata, na categoria Ciências Sociais Aplicadas

Credenciamento para participar da 11ª FENECIT – Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia, no Recife.

11ª FENECIT – Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia, no Recife: Conquistamos o 2º lugar e o 4º lugar na categoria Engenharia;

SIMCODE – Sistema microcontrolado para controle de carga e detecção de obstáculos para pequenas embarcações:

Lugar na categoria Engenharia;

Credenciamento para participar da Feira Milset Amlat, no México.

SIMAADV – Sistema microcontrolado para auxílio e aprendizagem de violão para deficientes visuais:

Lugar na categoria Engenharia;

Troféu de menção honrosa;

Credenciamento para participar de uma feira internacional, no Peru.

Olimpíada Brasileira de Robótica – OBR: 1º e 2º lugares na etapa regional.

Olimpíada Canguru de Matemática: 24 medalhas, sendo uma de ouro, cinco de prata e 18 de bronze.

Olimpíada Brasileira de Física no Amazonas – OBF: 26 alunos aprovados para a terceira fase da OBF.

Olimpíada Brasileira de Astronomia a Astronáutica – OBA: 54 medalhas, sendo cinco de ouro, 18 de prata e 31 de bronze. Essa foi a maior premiação já conquistada pela Fundação Matias Machline na OBA.

Concurso de Redação do Sinepe: 1º lugar na categoria Dissertação.

Competição de robótica Line Follower, realizada durante a Semana de Tecnologia da UEA: 1º e 3º lugares.

Olimpíada Amazonense de Química – OAMQ 2015:

Modalidade A – Uma medalha de ouro

Modalidade B – Uma medalha de ouro, duas de prata e uma de bronze

FCA – Feira de Ciências da Amazônia:

Projeto KidsCare, do terceiro ano de Mecatrônica: 1º lugar na categoria Engenharia para a Sociedade e credenciamento para participar da GENIUS Olympiad 2016, em Nova York, nos Estados Unidos.

Projeto MercMeasure, do terceiro ano de Eletrônica: 3º lugar na categoria Engenharia para o Meio Ambiente e credenciamento para participar da MOSTRATEC, em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul.

Projeto Anhangá, do terceiro ano de Eletrônica: Credenciamento para participar da MCTEA, em Belém, no Pará.

Projeto Acqua, do terceiro ano de Informática: 1º lugar na categoria Engenharia para o Meio Ambiente e credenciamento para participar da FEBRACE, em São Paulo.

Projeto SisDif, do terceiro ano de Telecomunicações: 2º lugar na categoria Engenharia para o Meio Ambiente e credenciamento para participar da Feira MILSET AMLAT, no México.

FENTEC 2015:

Projetos de Mecatrônica:

1º lugar e credenciamento para a FEBRACE: Projeto KidsCare;

2º lugar: Projeto OMAF;

3º lugar: Projeto SEMOB.

Projetos de Telecomunicações:

1º lugar: Projeto Capitu;

2º lugar: Projeto SisDif;

3º lugar: Projeto MONPI.

Projetos de Informática:

1º lugar: Projeto Braillearn;

2º lugar: Projeto ECOS;

3º lugar: Projeto SweetLife.

Projetos de Eletrônica:

1º lugar: Projeto MercMeasurer;

2º lugar: Projeto Tellus;

3º lugar: Projeto SAEB.

OBR 2015:

Total de medalhas:

– Medalhas de Prata Nacional: 10

– Medalhas de Bronze Nacional: 23

Certificados na Modalidade teórica:

– Certificado de Faixa Bronze Estadual: 7

2016

Febrace 2016:

O projeto Capitu (Sistema de Apoio Presencial à Segurança da Mulher) conquistou cinco prêmios: 3° lugar na Categoria Engenharia (medalha de bronze); credenciamento para a Mostra Técnica de Projetos ArteCeb, em Imperatriz, no Maranhão; prêmio Destaque do Amazonas; prêmio do Instituto 3M e prêmio EDUSP.

Olimpíada Canguru de Matemática: duas medalhas de ouro, quatro de prata e dez de bronze.